Objetivo:

O curso técnico em programação de jogos digitais vem contemplar um novo nicho de trabalho. Suprir uma poderosa demanda recente no cenário de desenvolvimento de jogos no país e um mercado carente em profissionais com formação técnica e/ou superior.

Com o mercado em desenvolvimento e crescimento, o curso prepara seus formandos para atuarem em funções de desenvolvimento e programação de jogos digitais, abrindo também um leque em outras áreas do mundo digital.
O curso de Jogos Digitais forma profissionais em uma área nova e em desenvolvimento no Brasil.
 
Perfil Profissional de Conclusão:

O profissional Técnico em Programação de Jogos Digitais estará habilitado a desenvolver programas de computador e sistemas para jogos em diferentes plataformas, desenvolvendo jogos para plataformas computacionais, projetando e planejando as etapas de criação de um jogo digital, roteiro, concepção dos personagens, estratégias e seu desenvolvimento. Modelar, especificar, implantar e validar projetos de jogos digitais, utilizando as mais modernas tecnologias e técnicas de desenvolvimento de jogos visando produtos de software de qualidade.

Compreender as áreas do processamento gráfico como computação gráfica, processamento de imagens, realidade virtual, interfaces e visão computacional;
participar de equipes multidisciplinares para desenvolvimento de projetos de jogos digitais, buscando visão de negócio e empreendedorismo, compreendendo a diversidade de oportunidades encontrada no mercado, adquirir responsabilidade social, justiça e ética profissional, visão crítica e consciente do impacto de sua atuação profissional na sociedade.
 
Justificativas:

Nos últimos anos, o desenvolvimento de jogos digitais vem oferecendo grandes oportunidades no mundo digital, provocando a necessidade de formação de novos profissionais. No Alto Tietê, o curso vem suprir a lacuna no conhecimento desta área e demonstra ser muito promissora.

O profissional Técnico em Programação de Jogos Digitais terá como campo de trabalho os seguintes setores: instituições públicas, privadas e do terceiro setor que demandem programação para jogos digitais; empresas que desenvolvem aplicações para dispositivos embarcados, TV digital, publicidade, simuladores, desenvolvimento de jogos educacionais, jogos para treinamentos específicos, como jogos corporativos e de entretenimento, também atuando na área de animações para fisioterapia.

Hoje, o país é o quarto maior consumidor de jogos do mundo, com cerca de 35 milhões de usuários, e lidera o crescimento no mercado mundial. Com esse mercado, as previsões são positivas para quem trabalha na área.